Islam: uma religião da paz, do amor e da ética

Página 2 de 3 Anterior  1, 2, 3  Seguinte

Ir em baixo

Re: Islam: uma religião da paz, do amor e da ética

Mensagem por brunolobo em Ter Jun 05, 2018 1:54 am

@Horus escreveu:
@Modern Samurai escreveu:

Entendi, mas não tem como eu estudar a história das religiões sem passar por esses autores. Creio que o mesmo acontecerá quando eu passar pelo judaísmo, hinduismo. Os estudos bíblicos são a minha "vacina" Cool  Do mesmo modo que eu leio algumas obras de ateus (como Dawkins) ou mesmo a bíblia dos céticos, porque mesmos esses possuem questões que devem ser analisadas pela Bíblia. O próprio Dawkins, que até aqui das suas obras que li, vi todas as argumentações dele impugnadas pelo Craig, é interessante de se ler. Ele tem um conhecimento absurdo e é interessante analisar o discurso dele e como outros autores - como o Craig -, os desmembram. Eu peguei um roteiro de estudos bíblicos do nobre usuário Tenente Murphy e dei uma adaptada as minhas necessidades. Ele me ajudou muito, assim como as aulas do Olavo study

O Olavão, mesmo, disse que ficou preso no universo guenoniano por um bom tempo até perceber no labirinto que estava preso.

Em relação ao escrito em negrito, eu não necessariamente compartilho desse desejo; mas apesar de saber que a coisa não funciona assim, eu gostaria de ver os países árabes (ricos) acolhendo os imigrantes dos países em guerra cívil.

Estou em caminho parecido: "estudar" Teologia como "remédio".

Vou procurar sobre esses autores que citou.

Como sou místico, na verdade não vou nunca entender o esoterismo. Enfim.

Vou ler sobre esoterismo.

Se quiser recomendação para ler sobre misticismo cristão, manda MP.

Pois comprei obras do misticismo cristão que não há em português e quero traduzí-las; olha que teve até falta de combustível para o livro não chegar.  Laughing Para o mundo mesmo que eu quero descer; só pode ser o Apocalipse se eu conseguir traduzir aquelas obras que - guardadas as devidas proporções - parecem ter sido escritas por mim mesmo em outra vida. Sleep ( as obras são 10 vezes mais bem escritas que qualquer texto que tenho condições de fazer no momento).
mestre, já largou as drogas? seria algo muito bom pra vc, com certeza é algo que atrapalha todos esses teus pensamentos e estudos.

aliás, já pensou em fazer o curso do olavo? se vc tem bastante tempo livre, vale a pena, aborda diversos assuntos tipo os abordados aqui (se tiver interesse exclusivo em religião, tem tb o curso do filho dele, davi de carvalho, ambos entendem pra caralho dessas coisas de esoterismo religioso, misticismo e etc). seria um bom guiamento pra vc, tanto intelectual como espiritual. espiritual de verdade, sem viagem de fantasma, et e o escambau. ajudaria muito a dar uma forma correta pra todos esses teus pensamentos/trazê-los pra mais perto da realidade. sem contar que tb te ajudaria muito a entender que não precisa de drogas pra abordar esses assuntos, pelo contrário, elas só vão te fazer viajar pra cada vez mais longe da realidade.
avatar
brunolobo
Illuminati

Mensagens : 1973
Data de inscrição : 05/10/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Islam: uma religião da paz, do amor e da ética

Mensagem por Horus em Ter Jun 05, 2018 2:53 am

@brunolobo escreveu:
@Horus escreveu:
@Modern Samurai escreveu:

Entendi, mas não tem como eu estudar a história das religiões sem passar por esses autores. Creio que o mesmo acontecerá quando eu passar pelo judaísmo, hinduismo. Os estudos bíblicos são a minha "vacina" Cool  Do mesmo modo que eu leio algumas obras de ateus (como Dawkins) ou mesmo a bíblia dos céticos, porque mesmos esses possuem questões que devem ser analisadas pela Bíblia. O próprio Dawkins, que até aqui das suas obras que li, vi todas as argumentações dele impugnadas pelo Craig, é interessante de se ler. Ele tem um conhecimento absurdo e é interessante analisar o discurso dele e como outros autores - como o Craig -, os desmembram. Eu peguei um roteiro de estudos bíblicos do nobre usuário Tenente Murphy e dei uma adaptada as minhas necessidades. Ele me ajudou muito, assim como as aulas do Olavo study

O Olavão, mesmo, disse que ficou preso no universo guenoniano por um bom tempo até perceber no labirinto que estava preso.

Em relação ao escrito em negrito, eu não necessariamente compartilho desse desejo; mas apesar de saber que a coisa não funciona assim, eu gostaria de ver os países árabes (ricos) acolhendo os imigrantes dos países em guerra cívil.

Estou em caminho parecido: "estudar" Teologia como "remédio".

Vou procurar sobre esses autores que citou.

Como sou místico, na verdade não vou nunca entender o esoterismo. Enfim.

Vou ler sobre esoterismo.

Se quiser recomendação para ler sobre misticismo cristão, manda MP.

Pois comprei obras do misticismo cristão que não há em português e quero traduzí-las; olha que teve até falta de combustível para o livro não chegar.  Laughing Para o mundo mesmo que eu quero descer; só pode ser o Apocalipse se eu conseguir traduzir aquelas obras que - guardadas as devidas proporções - parecem ter sido escritas por mim mesmo em outra vida. Sleep ( as obras são 10 vezes mais bem escritas que qualquer texto que tenho condições de fazer no momento).
mestre, já largou as drogas? seria algo muito bom pra vc, com certeza é algo que atrapalha todos esses teus pensamentos e estudos.

aliás, já pensou em fazer o curso do olavo? se vc tem bastante tempo livre, vale a pena, aborda diversos assuntos tipo os abordados aqui (se tiver interesse exclusivo em religião, tem tb o curso do filho dele, davi de carvalho, ambos entendem pra caralho dessas coisas de esoterismo religioso, misticismo e etc). seria um bom guiamento pra vc, tanto intelectual como espiritual. espiritual de verdade, sem viagem de fantasma, et e o escambau. ajudaria muito a dar uma forma correta pra todos esses teus pensamentos/trazê-los pra mais perto da realidade. sem contar que tb te ajudaria muito a entender que não precisa de drogas pra abordar esses assuntos, pelo contrário, elas só vão te fazer viajar pra cada vez mais longe da realidade.

Vou procurar saber sobre o curso.

Sou o cara que não deveria existir. O que todos dizem para não fazer eu fiz e eu vi e senti Deus. Bem, tem um livro aí de um Anônimo que nunca foi queimado e tem em português.


A minha realidade é contemplar.

Edit. Não cheguei a Deus pensando nele. Deus só pode ser Amado, não pensado. Acredito nisso. Eu pelo menos penso nessa estratégia e provavelmente existem outras, mas para que me ocupar com o que não sei fazer?

Eu sei que a cruz é o símbolo do esforço, e a minha vida é se esforçar. Tudo é penoso, mesmo quando eu fumo há pena. Não fumo "para me divertir", apesar que me divirto um pouco sim, pois parece que só eu sei o que é real e que todos estão enganados. Mas, ao mesmo tempo, estou errado. Ninguém deve seguir os meus passos, pois não usei um guia. É assunto misterioso da cultura e que envolve uma situação específica e temporária provavelmente. Só que não sou perfeito, né? Sou preguiçoso e parece que Deus tem esse negócio com os preguiçosos.

Perdi a guerra, sei disso, talvez em outra era os livros mudem. Quem sabe do futuro não sou eu.

Em outras palavras, o que é isso de que tenho que me envolver com as pessoas, confiar nelas? Não tenho esse viés porque nunca nenhuma pessoa me impressionou, são de carne. Deus é Espírito e Jesus foi de carne sim, mas ele tinha um mistério especial de Deus que eu não sei, a natureza mais pura, provavelmente ou seja, sem pecado.

Sou o cara que acredita que Iron Maiden = Igreja Cristã

Sou o cara que caga de medo de Deus, essa é a verdade. Então eu fico a uma certa distância, pois não o compreendo bem estou longe de onde Jesus está; eu sou cheio de pecado.

Sou o cara que só está esperando morrer.

Tudo que eu disse é verdade e mentira ao mesmo tempo.

Sou o cara que acredita que tudo está perfeito no Universo, não tenho o que fazer, tirando essas traduções.

Vai na Umbanda e leia sobre Iansã x Ogum. No fundo tô começando a achar que sou duplo, Iansã e Ogum, duas mulheres, ao mesmo tempo. Mas Ogum é a mulher mais forte.

Mesmo que eu esteja enganado sempre há o plano da besta. Mas não é isso o que eu sou? O que eu gostava de ser e estou deixando aos poucos? A besta nada mais para mim é aquele que guarda o paraíso, pois ainda acha que não merece entrar. Enfim, tenho esse plano e estou feliz com ele pois Deus me julgará honestamente. Achas que não sei que fumar tem um preço? Pois bem, Deus só dá essa opção a quem realmente está disposto a pagar o preço. Deus não perde tempo.

Falar mais sobre as drogas, então, que é onde o bico pega. É bom eu evitar, sim, seria muito bom se eu parasse. Mas a chave para entender isso é que ela simplesmente tira a minha vontade de não existir, me dá medo de Deus, e me ajuda a contemplar.

Drogas têm um preço, claro, mas algumas são feitas pela Divindade, outras pelo homem.

Quem pode falar sobre isso seria realmente não sei... Eu tentaria Steve Harris, Bruce Dickinson ou ou o Papa.


Última edição por Horus em Ter Jun 05, 2018 3:59 am, editado 21 vez(es) (Razão : u)
avatar
Horus
Illuminati

Mensagens : 19
Data de inscrição : 01/11/2017
Idade : 37

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Islam: uma religião da paz, do amor e da ética

Mensagem por Michael Scofield em Ter Jun 05, 2018 1:53 pm

@Horus escreveu:
Vou procurar saber sobre o curso.

Sou o cara que não deveria existir. O que todos dizem para não fazer eu fiz e eu vi e senti Deus. Bem, tem um livro aí de um Anônimo que nunca foi queimado e tem em português.


A minha realidade é contemplar.

Edit. Não cheguei a Deus pensando nele. Deus só pode ser Amado, não pensado. Acredito nisso. Eu pelo menos penso nessa estratégia e provavelmente existem outras, mas para que me ocupar com o que não sei fazer?

Eu sei que a cruz é o símbolo do esforço, e a minha vida é se esforçar. Tudo é penoso, mesmo quando eu fumo há pena. Não fumo "para me divertir", apesar que me divirto um pouco sim, pois parece que só eu sei o que é real e que todos estão enganados. Mas, ao mesmo tempo, estou errado. Ninguém deve seguir os meus passos, pois não usei um guia. É assunto misterioso da cultura e que envolve uma situação específica e temporária provavelmente. Só que não sou perfeito, né? Sou preguiçoso e parece que Deus tem esse negócio com os preguiçosos.

Perdi a guerra, sei disso, talvez em outra era os livros mudem. Quem sabe do futuro não sou eu.

Em outras palavras, o que é isso de que tenho que me envolver com as pessoas, confiar nelas? Não tenho esse viés porque nunca nenhuma pessoa me impressionou, são de carne. Deus é Espírito e Jesus foi de carne sim, mas ele tinha um mistério especial de Deus que eu não sei, a natureza mais pura, provavelmente ou seja, sem pecado.

Sou o cara que acredita que Iron Maiden = Igreja Cristã

Sou o cara que caga de medo de Deus, essa é a verdade. Então eu fico a uma certa distância, pois não o compreendo bem estou longe de onde Jesus está; eu sou cheio de pecado.

Sou o cara que só está esperando morrer.

Tudo que eu disse é verdade e mentira ao mesmo tempo.

Sou o cara que acredita que tudo está perfeito no Universo, não tenho o que fazer, tirando essas traduções.

Vai na Umbanda e leia sobre Iansã x Ogum. No fundo tô começando a achar que sou duplo, Iansã e Ogum, duas mulheres, ao mesmo tempo. Mas Ogum é a mulher mais forte.

Mesmo que eu esteja enganado sempre há o plano da besta. Mas não é isso o que eu sou? O que eu gostava de ser e estou deixando aos poucos? A besta nada mais para mim é aquele que guarda o paraíso, pois ainda acha que não merece entrar. Enfim, tenho esse plano e estou feliz com ele pois Deus me julgará honestamente. Achas que não sei que fumar tem um preço? Pois bem, Deus só dá essa opção a quem realmente está disposto a pagar o preço. Deus não perde tempo.

Falar mais sobre as drogas, então, que é onde o bico pega. É bom eu evitar, sim, seria muito bom se eu parasse. Mas a chave para entender isso é que ela simplesmente tira a minha vontade de não existir, me dá medo de Deus, e me ajuda a contemplar.

Drogas têm um preço, claro, mas algumas são feitas pela Divindade, outras pelo homem.

Quem pode falar sobre isso seria realmente não sei... Eu tentaria Steve Harris, Bruce Dickinson ou ou o Papa.

Horus, precisa parar com drogas cara, é sério. Têm pessoas que conseguem usar isso de maneira não-negativa, têm pessoas que criam problemas apenas financeiros, mas têm pessoas que perdem a vida de verdade pra essas substâncias. Perdem seus objetivos, sua força psicológica, suas oportunidades de realizar seus sonhos, etc.

Você precisa buscar ajuda, tem que conseguir ocupar sua mente de outras formas. Sinto em te dizer isso desse jeito, mas vc tem problemas de verdade e tem q travar uma guerra contra isso.
avatar
Michael Scofield
Illuminati

Mensagens : 1918
Data de inscrição : 26/01/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Islam: uma religião da paz, do amor e da ética

Mensagem por brunolobo em Ter Jun 05, 2018 3:56 pm

@Horus escreveu:
@brunolobo escreveu:
@Horus escreveu:
@Modern Samurai escreveu:

Entendi, mas não tem como eu estudar a história das religiões sem passar por esses autores. Creio que o mesmo acontecerá quando eu passar pelo judaísmo, hinduismo. Os estudos bíblicos são a minha "vacina" Cool  Do mesmo modo que eu leio algumas obras de ateus (como Dawkins) ou mesmo a bíblia dos céticos, porque mesmos esses possuem questões que devem ser analisadas pela Bíblia. O próprio Dawkins, que até aqui das suas obras que li, vi todas as argumentações dele impugnadas pelo Craig, é interessante de se ler. Ele tem um conhecimento absurdo e é interessante analisar o discurso dele e como outros autores - como o Craig -, os desmembram. Eu peguei um roteiro de estudos bíblicos do nobre usuário Tenente Murphy e dei uma adaptada as minhas necessidades. Ele me ajudou muito, assim como as aulas do Olavo study

O Olavão, mesmo, disse que ficou preso no universo guenoniano por um bom tempo até perceber no labirinto que estava preso.

Em relação ao escrito em negrito, eu não necessariamente compartilho desse desejo; mas apesar de saber que a coisa não funciona assim, eu gostaria de ver os países árabes (ricos) acolhendo os imigrantes dos países em guerra cívil.

Estou em caminho parecido: "estudar" Teologia como "remédio".

Vou procurar sobre esses autores que citou.

Como sou místico, na verdade não vou nunca entender o esoterismo. Enfim.

Vou ler sobre esoterismo.

Se quiser recomendação para ler sobre misticismo cristão, manda MP.

Pois comprei obras do misticismo cristão que não há em português e quero traduzí-las; olha que teve até falta de combustível para o livro não chegar.  Laughing Para o mundo mesmo que eu quero descer; só pode ser o Apocalipse se eu conseguir traduzir aquelas obras que - guardadas as devidas proporções - parecem ter sido escritas por mim mesmo em outra vida. Sleep ( as obras são 10 vezes mais bem escritas que qualquer texto que tenho condições de fazer no momento).
mestre, já largou as drogas? seria algo muito bom pra vc, com certeza é algo que atrapalha todos esses teus pensamentos e estudos.

aliás, já pensou em fazer o curso do olavo? se vc tem bastante tempo livre, vale a pena, aborda diversos assuntos tipo os abordados aqui (se tiver interesse exclusivo em religião, tem tb o curso do filho dele, davi de carvalho, ambos entendem pra caralho dessas coisas de esoterismo religioso, misticismo e etc). seria um bom guiamento pra vc, tanto intelectual como espiritual. espiritual de verdade, sem viagem de fantasma, et e o escambau. ajudaria muito a dar uma forma correta pra todos esses teus pensamentos/trazê-los pra mais perto da realidade. sem contar que tb te ajudaria muito a entender que não precisa de drogas pra abordar esses assuntos, pelo contrário, elas só vão te fazer viajar pra cada vez mais longe da realidade.

Vou procurar saber sobre o curso.

Sou o cara que não deveria existir. O que todos dizem para não fazer eu fiz e eu vi e senti Deus. Bem, tem um livro aí de um Anônimo que nunca foi queimado e tem em português.


A minha realidade é contemplar.

Edit. Não cheguei a Deus pensando nele. Deus só pode ser Amado, não pensado. Acredito nisso. Eu pelo menos penso nessa estratégia e provavelmente existem outras, mas para que me ocupar com o que não sei fazer?

Eu sei que a cruz é o símbolo do esforço, e a minha vida é se esforçar. Tudo é penoso, mesmo quando eu fumo há pena. Não fumo "para me divertir", apesar que me divirto um pouco sim, pois parece que só eu sei o que é real e que todos estão enganados. Mas, ao mesmo tempo, estou errado. Ninguém deve seguir os meus passos, pois não usei um guia. É assunto misterioso da cultura e que envolve uma situação específica e temporária provavelmente. Só que não sou perfeito, né? Sou preguiçoso e parece que Deus tem esse negócio com os preguiçosos.

Perdi a guerra, sei disso, talvez em outra era os livros mudem. Quem sabe do futuro não sou eu.

Em outras palavras, o que é isso de que tenho que me envolver com as pessoas, confiar nelas? Não tenho esse viés porque nunca nenhuma pessoa me impressionou, são de carne. Deus é Espírito e Jesus foi de carne sim, mas ele tinha um mistério especial de Deus que eu não sei, a natureza mais pura, provavelmente ou seja, sem pecado.

Sou o cara que acredita que Iron Maiden = Igreja Cristã

Sou o cara que caga de medo de Deus, essa é a verdade. Então eu fico a uma certa distância, pois não o compreendo bem estou longe de onde Jesus está; eu sou cheio de pecado.

Sou o cara que só está esperando morrer.

Tudo que eu disse é verdade e mentira ao mesmo tempo.

Sou o cara que acredita que tudo está perfeito no Universo, não tenho o que fazer, tirando essas traduções.

Vai na Umbanda e leia sobre Iansã x Ogum. No fundo tô começando a achar que sou duplo, Iansã e Ogum, duas mulheres, ao mesmo tempo. Mas Ogum é a mulher mais forte.

Mesmo que eu esteja enganado sempre há o plano da besta. Mas não é isso o que eu sou? O que eu gostava de ser e estou deixando aos poucos? A besta nada mais para mim é aquele que guarda o paraíso, pois ainda acha que não merece entrar. Enfim, tenho esse plano e estou feliz com ele pois Deus me julgará honestamente. Achas que não sei que fumar tem um preço? Pois bem, Deus só dá essa opção a quem realmente está disposto a pagar o preço. Deus não perde tempo.

Falar mais sobre as drogas, então, que é onde o bico pega. É bom eu evitar, sim, seria muito bom se eu parasse. Mas a chave para entender isso é que ela simplesmente tira a minha vontade de não existir, me dá medo de Deus, e me ajuda a contemplar.

Drogas têm um preço, claro, mas algumas são feitas pela Divindade, outras pelo homem.

Quem pode falar sobre isso seria realmente não sei... Eu tentaria Steve Harris, Bruce Dickinson ou ou o Papa.
tu não acha estranho tu precisar das drogas pra "compreender" melhor deus e etc? não cogita nem por um segundo que isso seja pura ilusão causada pelo efeito das drogas? pare com elas e comece a usar todo esse teu impulso de pensar pra estudar de verdade sobre esses assuntos que te interessam. com a mnte ocupada com assuntos que tu gosta, pode ter certeza que a "dor" da abstinência química será bem menor. o caminho já te dei, tanto olavo como o filho dele entendem demais sobre esses assuntos esotéricos/místicos (olavo mesmo já foi membro de uma organização esotérica, essa do schuon que estávamos discutindo ali - viu a merda que era e vazou, mas isso lhe deu experiência real do assunto) - aliás, agora que vi, confundi o nome do filho dele que tb é professor, davi é um outro, o filho dele que dá aulas sobre religião é o luiz gonzaga de carvalho, pesquisa aí, o cara entende demais dessas porras, dá curso só disso (aqui o canal do youtube dele, tem várias amostras das aulas: https://www.youtube.com/channel/UCjJCd_XUHc2DJxzpNT_eTWQ ).
avatar
brunolobo
Illuminati

Mensagens : 1973
Data de inscrição : 05/10/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Islam: uma religião da paz, do amor e da ética

Mensagem por Horus em Ter Jun 05, 2018 5:51 pm

Experiência > Estudo
avatar
Horus
Illuminati

Mensagens : 19
Data de inscrição : 01/11/2017
Idade : 37

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Islam: uma religião da paz, do amor e da ética

Mensagem por brunolobo em Ter Jun 05, 2018 6:14 pm

@Horus escreveu:Experiência > Estudo
experiência pra vc é se drogar?
avatar
brunolobo
Illuminati

Mensagens : 1973
Data de inscrição : 05/10/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Islam: uma religião da paz, do amor e da ética

Mensagem por Horus em Ter Jun 05, 2018 6:23 pm

@brunolobo escreveu:
@Horus escreveu:Experiência > Estudo
experiência pra vc é se drogar?

Defina se drogar.

-x-

No meu caso específico, experiência pode significar "se drogar", sim.

Antigamente não existiam as drogas, existiam os magos.

Para mim não existe a definição.
avatar
Horus
Illuminati

Mensagens : 19
Data de inscrição : 01/11/2017
Idade : 37

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Islam: uma religião da paz, do amor e da ética

Mensagem por brunolobo em Ter Jun 05, 2018 6:33 pm

@Horus escreveu:
@brunolobo escreveu:
@Horus escreveu:Experiência > Estudo
experiência pra vc é se drogar?

Defina se drogar.

-x-

No meu caso específico, experiência pode significar "se drogar", sim.

Antigamente não existiam as drogas, existiam os magos.
usar drogas ué. vc nega a possibilidade de todas essas coisas que tu vê serem tudo produto alucinatório do efeito das drogas? não acha estranho vc precisar delas pra ver tudo isso?

enfim, até dá pra considerar se drogar como experiência sim, mas como experiência alucinatória, e isso no fim das contas não vale nada (a não ser para prazer pessoal, e é aí que está o mecanismo do vício), só vai ir destruindo cada vez mais os teus neurônios.


@Horus escreveu:
Para mim não existe a definição.
cara, olha o nível de relativismo que tu tá chegando. não tá notando que esse troço que tu anda fumando prejudica o teu intelecto, que tem muito mais potencial do que ficar forçando meras relativizações bobas?
avatar
brunolobo
Illuminati

Mensagens : 1973
Data de inscrição : 05/10/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Islam: uma religião da paz, do amor e da ética

Mensagem por Horus em Ter Jun 05, 2018 6:40 pm

@brunolobo escreveu:
@Horus escreveu:
@brunolobo escreveu:
@Horus escreveu:Experiência > Estudo
experiência pra vc é se drogar?

Defina se drogar.

-x-

No meu caso específico, experiência pode significar "se drogar", sim.

Antigamente não existiam as drogas, existiam os magos.
usar drogas ué. vc nega a possibilidade de todas essas coisas que tu vê serem tudo produto alucinatório do efeito das drogas? não acha estranho vc precisar delas pra ver tudo isso?

enfim, até dá pra considerar se drogar como experiência sim, mas como experiência alucinatória, e isso no fim das contas não vale nada (a não ser para prazer pessoal, e é aí que está o mecanismo do vício), só vai ir destruindo cada vez mais os teus neurônios.

Se existem alucinações, são de certa forma reais, porque são causadas pelo diabo.

Fumo há quase 20 anos, mas passei anos intercalados sem fumar, sim. E vi sim e senti quando não estava usando nada, de cara chapado em casa cheia de testemunhas em volta de mim; e um gato viu o Espírito, também. Ele perseguiu a bola de energia.

@Horus escreveu:
Para mim não existe a definição.
cara, olha o nível de relativismo que tu tá chegando. não tá notando que esse troço que tu anda fumando prejudica o teu intelecto, que tem muito mais potencial do que ficar forçando meras relativizações bobas?

Não é relativo somente.
avatar
Horus
Illuminati

Mensagens : 19
Data de inscrição : 01/11/2017
Idade : 37

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Islam: uma religião da paz, do amor e da ética

Mensagem por Michael Scofield em Ter Jun 05, 2018 7:15 pm

@Horus escreveu:Experiência > Estudo

Mas estudo é a coisa mais superficial que as drogas estão atrapalhando em vc. Não lhe conheço, mas chuto fácil que toda a sua vida pessoal, social e profissional tá afetada negativamente por isso. Pense aí se vc está satisfeito com a sua condição atual nesses sentidos que eu citei. Somente vc tem essa consciência de maneira franca.
avatar
Michael Scofield
Illuminati

Mensagens : 1918
Data de inscrição : 26/01/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Islam: uma religião da paz, do amor e da ética

Mensagem por brunolobo em Ter Jun 05, 2018 7:33 pm

@Horus escreveu:
Se existem alucinações, são de certa forma reais, porque são causadas pelo diabo.
não poderiam ser causadas... pelas próprias drogas?


@Horus escreveu:
Fumo há quase 20 anos, mas passei anos intercalados sem fumar, sim. E vi sim e senti quando não estava usando nada, de cara chapado em casa cheia de testemunhas em volta de mim; e um gato viu o Espírito, também. Ele perseguiu a bola de energia.
chapado em casa sem fumar? rsrsrs

mas não sabia dessa que tu já tinha se libertado do vício e decaiu. uma pena. ficou sóbrio por quanto tempo? as alucinações se mantiveram mesmo durante esse tempo, no mesmo ritmo? as outras testemunhas viram a mesma coisa que tu? não eram companheiros de fumo?

e mesmo admitindo que tu tivesse de fato sóbrio e visto os negócios, nunca ouviu falar da história que as drogas podem desencadear problemas mentais em quem tenha propensão?
avatar
brunolobo
Illuminati

Mensagens : 1973
Data de inscrição : 05/10/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Islam: uma religião da paz, do amor e da ética

Mensagem por Horus em Qua Jun 06, 2018 3:56 am

@brunolobo escreveu:
@Horus escreveu:
Se existem alucinações, são de certa forma reais, porque são causadas pelo diabo.
não poderiam ser causadas... pelas próprias drogas?

Não posso responder em duas três linhas. Posso fazer um textão (tratado sobre a contemplação), mas não agora.


@Horus escreveu:
Fumo há quase 20 anos, mas passei anos intercalados sem fumar, sim. E vi sim e senti quando não estava usando nada, de cara chapado em casa cheia de testemunhas em volta de mim; e um gato viu o Espírito, também. Ele perseguiu a bola de energia.

chapado em casa sem fumar? rsrsrs

mas não sabia dessa que tu já tinha se libertado do vício e decaiu. uma pena. ficou sóbrio por quanto tempo? as alucinações se mantiveram mesmo durante esse tempo, no mesmo ritmo? as outras testemunhas viram a mesma coisa que tu? não eram companheiros de fumo?

e mesmo admitindo que tu tivesse de fato sóbrio e visto os negócios, nunca ouviu falar da história que as drogas podem desencadear problemas mentais em quem tenha propensão?

Errei ali. Falei chapado e careta ao mesmo tempo. Eu estava fumando esporadicamente nessa época ou evitando ao máximo com medo dessas loucuras, não lembro.

Mas não posso responder em duas ou 3 linhas sobre isso. Só num tratado sobre contemplação, que eu vou(?) fazer de dentro da Santa Igreja Católica. Se não for de dentro da Santa Igreja Católica, que seja da floresta(?) Santa dos centros espírita mesa branca.

E não, o gato (o único ser de carne que viu além de mim) não era meu parceiro de fumo. Nem a minha mãe, nem a minha irmã e nem o meu pai.

Sinto que quem me diz só a aberração/alucinação é a possibilidade não pode ser religioso. Ou seja, não acredita que um ser imundo pode ver - até quanto possível na Terra - Deus.

E nem pode ser cientista, eu diria.







Última edição por Horus em Qua Jun 06, 2018 5:06 am, editado 14 vez(es)
avatar
Horus
Illuminati

Mensagens : 19
Data de inscrição : 01/11/2017
Idade : 37

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Islam: uma religião da paz, do amor e da ética

Mensagem por Horus em Qua Jun 06, 2018 3:58 am

@Michael Scofield escreveu:
@Horus escreveu:Experiência > Estudo

Mas estudo é a coisa mais superficial que as drogas estão atrapalhando em vc. Não lhe conheço, mas chuto fácil que toda a sua vida pessoal, social e profissional tá afetada negativamente por isso. Pense aí se vc está satisfeito com a sua condição atual nesses sentidos que eu citei. Somente vc tem essa consciência de maneira franca.

Comecei nas drogas em 1999.

Vamos falar sobre como era a minha vida antes disso, então.

Na verdade eu curtia Einstein, Stephen Hawking, Marcelo Gleiser e Raul Seixas. E fazer prova da escola sem estudar. Segredo não era comigo. As pessoas não vem me contar segredos. Tinha curiosidade com Aleister Crawley, mas nunca comprei um livro dele. Na dúvida ou vergonha alheia disso ou sei lá o quê, eu evitei ler sobre. Enfim, Raul Seixas tinhas tendências hinduístas também vide música Gita; Mas eu sei lá o que era religião naquela época. Era a vergonha alheia para mim, talvez.


Meu primeiros cds de rock (provavelmente comprei em 98): Iron Maiden - Virtual XI e Charlie Brown Jr. (Charlie Brown era mais o som, mesmo; as letras eram mais mundanas e não me conectava muito)
Iron também era o som, não tinha ideia da profundidade das letras por ser iletrado em inglês naquela época. Na minha opinião, simplesmente a melhor letra disparado na música inteira (excetuando-se música gospel/religiosa).







Última edição por Horus em Qua Jun 06, 2018 4:54 am, editado 2 vez(es)
avatar
Horus
Illuminati

Mensagens : 19
Data de inscrição : 01/11/2017
Idade : 37

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Islam: uma religião da paz, do amor e da ética

Mensagem por Modern Samurai em Qua Jun 06, 2018 12:44 pm

@Horus escreveu:
@Modern Samurai escreveu:

Entendi, mas não tem como eu estudar a história das religiões sem passar por esses autores. Creio que o mesmo acontecerá quando eu passar pelo judaísmo, hinduismo. Os estudos bíblicos são a minha "vacina" Cool  Do mesmo modo que eu leio algumas obras de ateus (como Dawkins) ou mesmo a bíblia dos céticos, porque mesmos esses possuem questões que devem ser analisadas pela Bíblia. O próprio Dawkins, que até aqui das suas obras que li, vi todas as argumentações dele impugnadas pelo Craig, é interessante de se ler. Ele tem um conhecimento absurdo e é interessante analisar o discurso dele e como outros autores - como o Craig -, os desmembram. Eu peguei um roteiro de estudos bíblicos do nobre usuário Tenente Murphy e dei uma adaptada as minhas necessidades. Ele me ajudou muito, assim como as aulas do Olavo study

O Olavão, mesmo, disse que ficou preso no universo guenoniano por um bom tempo até perceber no labirinto que estava preso.

Em relação ao escrito em negrito, eu não necessariamente compartilho desse desejo; mas apesar de saber que a coisa não funciona assim, eu gostaria de ver os países árabes (ricos) acolhendo os imigrantes dos países em guerra cívil.

Estou em caminho parecido: "estudar" Teologia como "remédio".

Vou procurar sobre esses autores que citou.

Como sou místico, na verdade não vou nunca entender o esoterismo. Enfim.

Vou ler sobre esoterismo.

Se quiser recomendação para ler sobre misticismo cristão, manda MP.

Pois comprei obras do misticismo cristão que não há em português e quero traduzí-las; olha que teve até falta de combustível para o livro não chegar.  Laughing Para o mundo mesmo que eu quero descer; só pode ser o Apocalipse se eu conseguir traduzir aquelas obras que - guardadas as devidas proporções - parecem ter sido escritas por mim mesmo em outra vida. Sleep ( as obras são 10 vezes mais bem escritas que qualquer texto que tenho condições de fazer no momento).

@HorusAmigo, pelos seus relatos aqui e no outro fórum, eu percebo que você padece de uma falta de senso de unidade que beira o abissal. Está claro pelos seus relatos que você não possui um senso de unidade interior. Você está dando importância demais a essas impressões antagônicas que as experiências com drogas lhe deram. Você está se corroendo, se afastando mais e mais da consciência, está se dispersando. A sociedade em que vivemos hoje por si só já é extremamente alienante. Ela exerce pressões que pesam sobre todos nós de maneira nunca vista antes em outras sociedades passadas. E essas pressões não fazem parte da natureza humana. Esses elementos são forças de alienação. Você se utilizando das drogas por prazer efêmero está apenas potencializando tudo isso. Ajudando a demolir sua unidade interior.

Você não deve jamais se embrenhar em estudos de doutrinas quaisquer se não tiver o mínimo senso de unidade. E isso não é algo fácil de se adquirir e manter. É um exercício diário pra sua vida toda.

Como o Bruno mesmo recomendou: largue esses outros estudos - até mesmo teológico - , e comece pra ontem o curso do COF do Olavo de Carvalho. E foque seus esforços apenas nisso. O curso dele vai te ajudar a conseguir um centro de unidade, que é uma ordem de atitude psicológica, espiritual e moral que você vai ter perante tudo na vida.

Você ainda não percebeu que não sabe ler essas obras que está lendo. E nem o nível de relevância de autores, obras que você lê ou ouve. Antes de buscar qualquer conhecimento, você precisa urgentemente restaurar a unidade da sua consciência.

Procure as aulas do Olavo. O Curso de Filosofia (COF). Acho que têm todas as aulas no youtube. Mas se você quiser, eu posso procurar para você algum link torrent para você baixar. De cara, indico um livro para você chamado "A Consciência de Si" de Louis Lavelle. É um autor maravilhoso. Acabei descobrindo ele através das aulas do Olavo.

Se você conseguiu outrora ficar longe das drogas sem ajuda, tente novamente. Faça o esforço mais uma vez enquanto estiver fazendo o curso. Isso não será algo simples. Você vai ter que encarar isso como um desafio e ter um esforço individual muito grande. Estarei rezando por ti, amigo.
avatar
Modern Samurai
Illuminati

Mensagens : 93
Data de inscrição : 10/04/2018

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Islam: uma religião da paz, do amor e da ética

Mensagem por Modern Samurai em Qua Jun 06, 2018 1:18 pm

@brunolobo escreveu:
@Horus escreveu:
@brunolobo escreveu:
@Horus escreveu:
@Modern Samurai escreveu:

Entendi, mas não tem como eu estudar a história das religiões sem passar por esses autores. Creio que o mesmo acontecerá quando eu passar pelo judaísmo, hinduismo. Os estudos bíblicos são a minha "vacina" Cool  Do mesmo modo que eu leio algumas obras de ateus (como Dawkins) ou mesmo a bíblia dos céticos, porque mesmos esses possuem questões que devem ser analisadas pela Bíblia. O próprio Dawkins, que até aqui das suas obras que li, vi todas as argumentações dele impugnadas pelo Craig, é interessante de se ler. Ele tem um conhecimento absurdo e é interessante analisar o discurso dele e como outros autores - como o Craig -, os desmembram. Eu peguei um roteiro de estudos bíblicos do nobre usuário Tenente Murphy e dei uma adaptada as minhas necessidades. Ele me ajudou muito, assim como as aulas do Olavo study

O Olavão, mesmo, disse que ficou preso no universo guenoniano por um bom tempo até perceber no labirinto que estava preso.

Em relação ao escrito em negrito, eu não necessariamente compartilho desse desejo; mas apesar de saber que a coisa não funciona assim, eu gostaria de ver os países árabes (ricos) acolhendo os imigrantes dos países em guerra cívil.

Estou em caminho parecido: "estudar" Teologia como "remédio".

Vou procurar sobre esses autores que citou.

Como sou místico, na verdade não vou nunca entender o esoterismo. Enfim.

Vou ler sobre esoterismo.

Se quiser recomendação para ler sobre misticismo cristão, manda MP.

Pois comprei obras do misticismo cristão que não há em português e quero traduzí-las; olha que teve até falta de combustível para o livro não chegar.  Laughing Para o mundo mesmo que eu quero descer; só pode ser o Apocalipse se eu conseguir traduzir aquelas obras que - guardadas as devidas proporções - parecem ter sido escritas por mim mesmo em outra vida. Sleep ( as obras são 10 vezes mais bem escritas que qualquer texto que tenho condições de fazer no momento).
mestre, já largou as drogas? seria algo muito bom pra vc, com certeza é algo que atrapalha todos esses teus pensamentos e estudos.

aliás, já pensou em fazer o curso do olavo? se vc tem bastante tempo livre, vale a pena, aborda diversos assuntos tipo os abordados aqui (se tiver interesse exclusivo em religião, tem tb o curso do filho dele, davi de carvalho, ambos entendem pra caralho dessas coisas de esoterismo religioso, misticismo e etc). seria um bom guiamento pra vc, tanto intelectual como espiritual. espiritual de verdade, sem viagem de fantasma, et e o escambau. ajudaria muito a dar uma forma correta pra todos esses teus pensamentos/trazê-los pra mais perto da realidade. sem contar que tb te ajudaria muito a entender que não precisa de drogas pra abordar esses assuntos, pelo contrário, elas só vão te fazer viajar pra cada vez mais longe da realidade.

Vou procurar saber sobre o curso.

Sou o cara que não deveria existir. O que todos dizem para não fazer eu fiz e eu vi e senti Deus. Bem, tem um livro aí de um Anônimo que nunca foi queimado e tem em português.


A minha realidade é contemplar.

Edit. Não cheguei a Deus pensando nele. Deus só pode ser Amado, não pensado. Acredito nisso. Eu pelo menos penso nessa estratégia e provavelmente existem outras, mas para que me ocupar com o que não sei fazer?

Eu sei que a cruz é o símbolo do esforço, e a minha vida é se esforçar. Tudo é penoso, mesmo quando eu fumo há pena. Não fumo "para me divertir", apesar que me divirto um pouco sim, pois parece que só eu sei o que é real e que todos estão enganados. Mas, ao mesmo tempo, estou errado. Ninguém deve seguir os meus passos, pois não usei um guia. É assunto misterioso da cultura e que envolve uma situação específica e temporária provavelmente. Só que não sou perfeito, né? Sou preguiçoso e parece que Deus tem esse negócio com os preguiçosos.

Perdi a guerra, sei disso, talvez em outra era os livros mudem. Quem sabe do futuro não sou eu.

Em outras palavras, o que é isso de que tenho que me envolver com as pessoas, confiar nelas? Não tenho esse viés porque nunca nenhuma pessoa me impressionou, são de carne. Deus é Espírito e Jesus foi de carne sim, mas ele tinha um mistério especial de Deus que eu não sei, a natureza mais pura, provavelmente ou seja, sem pecado.

Sou o cara que acredita que Iron Maiden = Igreja Cristã

Sou o cara que caga de medo de Deus, essa é a verdade. Então eu fico a uma certa distância, pois não o compreendo bem estou longe de onde Jesus está; eu sou cheio de pecado.

Sou o cara que só está esperando morrer.

Tudo que eu disse é verdade e mentira ao mesmo tempo.

Sou o cara que acredita que tudo está perfeito no Universo, não tenho o que fazer, tirando essas traduções.

Vai na Umbanda e leia sobre Iansã x Ogum. No fundo tô começando a achar que sou duplo, Iansã e Ogum, duas mulheres, ao mesmo tempo. Mas Ogum é a mulher mais forte.

Mesmo que eu esteja enganado sempre há o plano da besta. Mas não é isso o que eu sou? O que eu gostava de ser e estou deixando aos poucos? A besta nada mais para mim é aquele que guarda o paraíso, pois ainda acha que não merece entrar. Enfim, tenho esse plano e estou feliz com ele pois Deus me julgará honestamente. Achas que não sei que fumar tem um preço? Pois bem, Deus só dá essa opção a quem realmente está disposto a pagar o preço. Deus não perde tempo.

Falar mais sobre as drogas, então, que é onde o bico pega. É bom eu evitar, sim, seria muito bom se eu parasse. Mas a chave para entender isso é que ela simplesmente tira a minha vontade de não existir, me dá medo de Deus, e me ajuda a contemplar.

Drogas têm um preço, claro, mas algumas são feitas pela Divindade, outras pelo homem.

Quem pode falar sobre isso seria realmente não sei... Eu tentaria Steve Harris, Bruce Dickinson ou ou o Papa.
tu não acha estranho tu precisar das drogas pra "compreender" melhor deus e etc? não cogita nem por um segundo que isso seja pura ilusão causada pelo efeito das drogas? pare com elas e comece a usar todo esse teu impulso de pensar pra estudar de verdade sobre esses assuntos que te interessam. com a mnte ocupada com assuntos que tu gosta, pode ter certeza que a "dor" da abstinência química será bem menor. o caminho já te dei, tanto olavo como o filho dele entendem demais sobre esses assuntos esotéricos/místicos (olavo mesmo já foi membro de uma organização esotérica, essa do schuon que estávamos discutindo ali - viu a merda que era e vazou, mas isso lhe deu experiência real do assunto) - aliás, agora que vi, confundi o nome do filho dele que tb é professor, davi é um outro, o filho dele que dá aulas sobre religião é o luiz gonzaga de carvalho, pesquisa aí, o cara entende demais dessas porras, dá curso só disso (aqui o canal do youtube dele, tem várias amostras das aulas: https://www.youtube.com/channel/UCjJCd_XUHc2DJxzpNT_eTWQ ).

Nem eu sabia que o filho dele dava aulas sobre religião. Valeu pelo link, brother
avatar
Modern Samurai
Illuminati

Mensagens : 93
Data de inscrição : 10/04/2018

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Islam: uma religião da paz, do amor e da ética

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 3 Anterior  1, 2, 3  Seguinte

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum